_ *** EqUiNoDeRmOs *** _


Classe Holothuroidea (Holoturóides)

As holotúrias tem corpo alongado em um eixo oral-aboral. A boca pe circundada por 10 a 30 tentáculos que são modificações dos pés ambulacrários bucais encontrados em outros equinodermos. Algumas holotúrias apresentam 2 zonas longitudinais de pés ambulacrários, com ventosas que servem para a locomoção. Exemplo: Pepino-do-mar.

 



 Escrito por Raquel Krüger às 23h35 [   ] [ envie esta mensagem ]




Ouriço do mar: padrão nos equinodermos

         Os ouriços são encontrados dentro de tocas por eles construídas; são esféricos e achatados.

Apóiam-se no base pela face oral (que é mais achatada), que possui a boca. Nesta, uma estrutura dotada de cinco dentes, a lanterna-de-Aristóteles, que é típica dos equinóides. É a responsável pela obtenção do alimento (arrancar pedaços do corpo das algas) e pela corrosão da rocha em que o animal se instala. Na outra face da esfera, a aboral, fica o ânus.

Os espinhos são móveis. Filamentos musculares delicados prendem o espinho a um nódulo existente no esqueleto, o que permite a sua movimentação. Percebe-se entre os espinhos uma grande quantidade de pequenos filamentos móveis, conhecidos como pés ambulacrais, responsáveis pela fixação e locomoção do animal na base rochosa.

Na superfície do corpo dos equinodermos existem, além de espinhos, pedicelárias e pápulas. Próximas a região oral encontram-se as pedicelárias, pequenos filamentos com ponta em forma de garfo ou pinça, que têm por função remover detritos e fragmentos que se depositem sobre o animal. As pápulas são projeções do celoma para fora da cavidade corpórea e têm por função a respiração e excreção.

Ao redor da boca, encontramos as brânquias que se encarregam das trocas respiratórias entre a água e o líquido que preenche internamente o celoma do animal.

 

 

 



 Escrito por Raquel Krüger às 23h33 [   ] [ envie esta mensagem ]




O ENDOESQUELETO

O esqueleto dos equinodermos é interno, por isso é chamado de endoesqueleto.

         Na face aboral chama atenção uma placa calcária central dotada de um orifício  correspondente à abertura do ânus. Rodeando essa placa central há cinco outras, as placas genitais, cada uma com, um orifício destinado à saída de gametas.

         Uma dessas cinco placas genitais é toda perfurada e conhecida como placa madrepórica ou madreporito, que participa do sistema hidrovascular. O restante do esqueleto é formado por séries de placas calcárias soldadas umas às outras, formando faixas que se estendem até a região oral.

         Dois tipos de faixas alternadas são fáceis de perceber: as faixas ambulacrais, que contêm placas com muitos orifícios, por onde emergem os pés ambulacrais, e as faixas interambulacrais, com placas dotadas de nódulos onde os espinhos se articulam.

 

 



 Escrito por Raquel Krüger às 23h29 [   ] [ envie esta mensagem ]




Pepinos-do-Mar

Os Pepinos-do-Mar possuem uma estrutura auxiliar nas trocas gasosas: a árvore respiratória, que é interna.

A água do mar entra pela cloaca e é conduzida para os condutos da árvore respiratória, onde ocorrem as trocas gasosas; após a oxigenação, essa água é eliminada pela cloaca.

 

 

 

Bolacha da Praia

 



 Escrito por Raquel Krüger às 23h24 [   ] [ envie esta mensagem ]




A Reprodução Sexuada dos Equinodermos

Os equinodermos são animais de sexos diferentes (macho e fêmea). Os machos e as fêmeas lançam seus gametas, espermatozóides e óvulos, na água através dos poros. Quando o espermatozóide e o óvulo se encontram formam o zigoto, microscópica larva que compões o plâncton. Depois se transformam em animais adultos, assentando-se no fundo dos mares. Estas larvas possuem várias formas expansivas para melhor flutuação na água.

         A simetria é bilateral nas larvas, passando a radial nos animais adultos. A reprodução assexuada aparece em algumas larvas que se autodividem; além disso, as estrelas-do-mar e o pepino-do-mar têm a capacidade de regenerar partes perdidas.

Os equinodermos são deuterostômios: durante o desenvolvimento embrionário a boca fica numa extremidade oposta do ânus, a partir de um novo orifício.

 

Relações Evolutivas entre os Maiores Grupos de Organismos

 



 Escrito por Raquel Krüger às 23h19 [   ] [ envie esta mensagem ]




Algumas outras fotos e figuras

Estrelas-do-Mar

 

Estrela-do-Mar atacando uma Ostra

 

 

Braço de uma Estrela-do-Mar



 Escrito por Raquel Krüger às 23h14 [   ] [ envie esta mensagem ]




Ouriços-do-Mar



 Escrito por Raquel Krüger às 23h07 [   ] [ envie esta mensagem ]




 

 



 Escrito por Raquel Krüger às 23h03 [   ] [ envie esta mensagem ]




Lírio-do-Mar



 Escrito por Raquel Krüger às 22h57 [   ] [ envie esta mensagem ]




Pepinos-do-Mar



 Escrito por Raquel Krüger às 22h53 [   ] [ envie esta mensagem ]




Serpentes-do-Mar



 Escrito por Raquel Krüger às 22h46 [   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 



Meu perfil
BRASIL, Sul, PORTO ALEGRE, Mulher, de 15 a 19 anos, Portuguese, English, Esportes, Música, Estudar biologia =]
MSN -
Histórico
  17/10/2004 a 23/10/2004


Outros sites
  Flog da qUeLzInHa =]
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?